quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Encontro em Canhotinho

por Diana Pessoa

Dá para perceber (logo de cara) que a escola é muito bem cuidada, tem um jardim bem colorido e tudo é muito limpinho e organizado. Fui recebida por Stella (a diretora), Lessa (a multiplicadora) e Ivete (a pessoa da GRE), todas muito simpáticas. A escola tem dois alunos colaboradores, a Larissa e o João Victor que cuidam dos uquinhas, botam pra carregar, entregam aos alunos no momento do uso e recolhem posteriormente. Preparei uma apresentação pra conversar com os alunos e tentei (ao máximo) falar a linguagem deles, comecei explicando que a web era um mundo novo, ou ao menos, um mundo diferente daquele que eles estavam acostumados, expliquei que sempre que nos deparávamos com situações novas ou lugares diferentes a gente precisava de ajuda, fosse de mapas, de instruções, de instrumentos ou pelo menos uma conversa com alguém que já tinha vivido aquilo antes... Tracei um paralelo com saltos de paraquedas (contei que era paraquedista, eles ficaram “loucos”) e mergulhos em alto mar e questionei como eles se sentiriam se deparassem com situações completamente novas e diferentes daquelas que eles já conheciam. Foi aí que eu disse que estava lá para ajudar, pra apresentar novos caminhos, etc. Pedi que eles tivessem cuidado com os uquinhas, pois havia reclamações sobre a falta de cuidado de alguns alunos, lancei desafios para eles voltarem a usar a biblioteca, que eles iriam continuar os trabalhos de construção de texto, resumo, etc. só que iríamos publicar na web através de um blog e que nos comunicaríamos com outros alunos de outras escolas, de outras localidades, eles gostaram muito. Sintetizando as colocações deles, infiro que o fato é que eles amam os computadores, estão deslumbrados (no bom sentido) com a web e se pudessem não largavam eles para nada, pois houve ocasião (na primeira vez que usaram) que eles “esqueceram” do mundo, não pararam pra comer (recusaram a merenda), nem pra beber água e nem pra ir ao banheiro. Pedi pra eles contarem como foi esse dia, foi emocionante! Ivete gravou todos os depoimentos, pois minha câmera já não tinha memória suficiente. “Fechei” com as crianças e dei inicio a um bate-papo com os professores, comecei falando um pouco sobre Web 2.0 e em seguida apresentei varias sugestões de uso do UCA com a Web. Consegui apresentar todas as minhas sugestões e conversar com os professores, juntamente com Stella, a diretora, Lessa, a multiplicadora, Rose, a responsável pelo PROUCA na escola e Ivete da GRE. Extratos:


1.A diretora pediu pra cancelar o acesso ao Orkut e ao MSN porque os alunos estavam fazendo da escola uma lan-house, não se concentravam nas aulas, pois não conseguiam largar os ambientes citados acima e iam na escola em horários aleatórios para usar o uca, o que causou certa desorganização pois não havia pessoas específicas pra “tomar conta”;


2.Todos os professores usam o uquinha em suas aulas, uns mais, outros menos, na verdade senti-os meio perdidos, sem saber direito o que fazer, a maioria do uso é a velha pesquisa em mecanismos de busca. Ficaram encantados com as sugestões de animação e simulação e disponibilidade de atividades online, como por exemplo, o portal RIVED e o blog da escola CAIC Mariano Costa de Joinville; a sensação é que estão diante de uma multi-encruzilhada sem saber direito que caminho devem seguir;


3.Estão aguardando ansiosamente o inicio das atividades dos estagiários que vão auxiliar no uso dos uquinhas.

Combinei de conversar com o Professor Sergio e possivelmente marcar uma nova ida urgente e ficar ao menos uns dois dias, já que as atividades da escola não podem parar.

Um comentário: